FOTOGRAFIA : RECIFE COM OUTROS OLHOS . POR GABRIEL DE LIMA PONTUAL

CONTASTES RECIFENSESContrastes recifenses

Cidades feitas de concreto e carros não possuem elementos atrativos para que seus cidadãos possam parar para observar seu cotidiano. Afinal, por que observar o estático, o feio, o cinza? Mas basta apenas um olhar mais demorado, uma observação minimamente mais atenta, cinco minutos dos sessenta reservados para o almoço todo dia para notar as singularidades de sua própria terra, sendo ela bela ou grotesca.

Às vezes uma simples mudança de perspectiva pode nos dar um olhar completamente novo do comum. Para um jovem fotógrafo em busca de uma narrativa própria, o que começou como um simples exercício de observação, tornou-se uma busca diária por olhares novos da cidade que o rodeia todo o tempo. Hoje, o ônibus de todo dia torna-se uma oportunidade de achar algo novo nas avenidas, nos arranha-céus, nas bicicletas e nos semáforos.

RECIFE QUENTERecife quente

RECIFE FRIORecife frio

O VELHO E O NOVOO velho e o novo.

ESTRELAS NO CHÃOEstrelas no chão

O DONA LINDU QUE NÃO VEMOSO Dona Lindu que não Vemos

CORES DE OLINDACores de Olinda

RUAS DE CASA AMARELARuas de Casa Amarela

 

Fotografia e texto: Gabriel de Lima Pontual

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s